Dicas importantes para vedar o seu piso

Dicas importantes para vedar o seu piso

20 de fevereiro de 2019 0 Por Portal Chaves na Mão

É em tempos de frio ou de calor que o piso faz toda a diferença em uma casa.

Uma das coisas que mais chama a atenção nas casas é o piso. Tanto como parte da decoração, quanto pela sua funcionalidade. Por isso, na hora da reforma ou construção é essencial pensar no tipo de piso que vai ser utilizado e, principalmente, como será feita a vedação.

Alguns pisos e revestimentos não são recomendados para certos tipos de ambientes e, podem sofrer mais estragos durante a sua utilização. Não existe nada pior que pisar no chão e sentir ele se movimentando, não é mesmo?

Por isso, antes de te ajudar a escolher o melhor tipo de piso para cada ambiente da sua casa, vamos falar de vedação e assim, eliminar uma série de problemas que você poderia ter na hora de instalar pisos e revestimento.

 

Você sabe por que vedar o piso?

Vedar um piso é fazer a impermeabilização do produto. Tudo bem, parece que não ajudou, não é! Mas na verdade é proteger a peça que será colocada no chão contra a umidade e calor que possam danificar o piso ou revestimento que você pretende instalar nos ambientes da casa.

Muitas vezes, quando você entra algum dos apartamentos em reforma ou construção, você observa que depois que foi feito o piso bruto, antes de aplicar o piso, uma espécie de cimento é aplicada para a colocação das peças. Esse produto serve para vedar o local, proteger o piso que será instalado da ação do tempo causada pela umidade.

 

Por que vedar ou impermeabilizar um piso ou revestimento?

Esse processo é essencial para que a sua reforma ou construção tenha uma vida útil mais prolongada. A infiltração é um dos graves problemas que causam grandes prejuízos para as edificações. Se esse sistema de impermeabilização não for pensado antes mesmo do final da obra, reparos e reformas serão necessários antes mesmo dos 5 anos de vida do seu imóvel.

E você sabe por quê? É simples, a maioria dos materiais que são utilizados na obra são porosos, ou seja, possuem espaços para a concentração de água, o que conhecemos por umidade. Isso causa o mofo, manchas nas paredes, algumas bolhas em pisos e revestimentos e, em casos mais graves, podem comprometer toda a estrutura da construção.

Por esse motivo, ao pensar em um piso ou revestimento para os mais diversos ambientes da sua casa, é preciso primeiro fazer a vedação e a impermeabilização para não correr riscos de prejuízos futuros. Você deve saber o quanto custa uma reforma emergencial!

 

Como fazer uma impermeabilização e vedação perfeita

Via de regra, para tudo funcionar, o ideal é seguir todas as recomendações de uso do fabricante do produto que você escolheu para fazer esse processo. No caso das coberturas, por exemplo, esse sistema merece uma atenção especial.

Mas para te ajudar, separamos algumas dicas muito úteis para esse processo:

– faça a vedação com produtos específicos, antes da aplicação do piso;

– no assentamento do piso, use os materiais adequados para fazer da forma mais reta e correta;

– use a vedação no contra piso e não se esqueça do rejunte, ele precisa ser impermeabilizado;

– consulte o tipo de rejunte ideal para cada piso;

– em áreas molhadas, use impermeabilizantes específicos;

– se você escolher ladrilhos hidráulicos, pedras, mármores ou granitos, esses tipos de revestimento são mais propícios para sofrer com as infiltrações.

 

Analise a melhor escolha do piso

Essa é uma daquelas dicas de ouro, que você não pode esquecer jamais durante uma reforma ou construção. Separe a sua casa por setores e avalie os ambientes de acordo com as suas estruturas e funcionalidades.

Para as casas, a variedade dos é definida de acordo com o tráfego e pela utilização. Como não recebem tantas cargas de peso ou até mesmo não existe um número grande de pessoas circulando pelo piso a todo minuto, o leque de opções é maior.

Lembre-se sempre de avaliar se o piso da sua escolha é para ambiente externo ou interno, isso faz toda diferença, principalmente no quesito impermeabilidade. Os pisos têm diferenças quanto à resistência, umidade, se são antiderrapantes, entre outros quesitos a serem analisados.

Banheiros, área de serviço e cozinha merecem uma atenção especial na hora da escolha. Como são as partes mais úmidas e com contato com a água da casa, é preciso que eles tenham um material diferenciado que suporte esse tipo de contato. Pelas suas características, são os pisos mais aproximados das opções fabricadas para ambientes externos.

 

Cuidados na instalação do piso e revestimento

Como falamos anteriormente, é importante preparar o local que irá receber o piso. Por isso, fazer a vedação com o contra piso é uma solução bastante interessante para evitar problemas posteriores de infiltração.

Pense no rejunte e não esqueça de impermeabilizar toda essa área de ligação entre as peças. Siga à risca todas as recomendações do fabricante do produto, via de regra qualquer diferença do que foi orientado pode gerar problemas, não só de infiltração como de soltura das peças durante o trafego de pessoas sob o piso ou revestimento.

 

Pisos em granito e mármore

Com certeza os pisos chamados naturais merecem uma atenção especial quando o assunto é vedação. Esteticamente eles trazem um visual inigualável ao ambiente, porém eles são mais porosos e costumam ser menos resistentes a infiltração e umidade.

Apesar de apresentar alta resistência e durabilidade para cozinhas e banheiro, por exemplo, eles precisam de um processo de impermeabilização eficiente. O granito pode ser instalado em locais com incidência de água, já o mármore, por ser mais poroso, é menos indicado. A umidade e a infiltração podem causar manchas e bolhas nos pisos e revestimentos. E esses materiais nobres não estão livres desses problemas.

Que tal, gostou deste post com algumas dicas importantes sobre como vedar o piso?

Então que tal aproveitar a sua visita em nosso blog para compartilhar este texto com os seus amigos usando as suas redes sociais! Afinal, esse é um assunto muito importante!